Quando falamos em transformação digital, é extremamente simples a ideia de que o mundo sofreu mudanças substanciais que fizeram com que o usuário tivesse uma experiência completamente diferente de antigamente. Hoje em dia, o usuário pesquisa muito mais, antes mesmo de entrar em contato com as empresas, e isso só é possível graças à facilidade na obtenção de informações por meio da internet.

Quantas vezes por dia, somos impactados por anúncios de produtos que não pesquisamos, mas que fazem total sentido dentro do nosso dia a dia, de acordo com nossos interesses? Diversas, né?

Acontece que as empresas vêm estudando, cada vez mais, sobre o comportamento e interesses das pessoas e isso faz com que tenhamos uma experiência muito mais fluída no processo de compras.

Uma etapa muito importante dessa experiência é adaptar todo o caminho pelo qual o usuário irá passar, da forma que mais fizer sentido para ele, levando em consideração o momento da jornada de compra em que ele está e, até mesmo, o dispositivo que ele está utilizando. E a ferramenta que nos permite criar essa experiência diferenciada é nosso website.

Sendo assim, vamos falar o que é a responsividade e alguns dos muitos benefícios que você pode ter se o seu site for preparado para o futuro (ou já podemos dizer, preparado para o presente) e for responsivo.

O que é um site responsivo?

A responsividade é a capacidade do site em se adaptar à qualquer dispositivo e tamanho de tela que possa ser utilizado pelo o usuário para acessá-lo, ou seja, o site acessado pelo desktop será otimizado para o tamanho de tela maior e para navegação via mouse, por outro lado, sempre que o mesmo site for acessado por um dispositivo móvel, será preparado para uma navegação a partir do toque, facilitando a experiência do usuário para que ele tenha maior conforto na encontrabilidade de conteúdo e acesso das páginas.

Quais são os principais motivos para você ter um site responsivo?

Os benefícios são diversos, e vamos falar separadamente de cada um dos que consideramos mais importantes dentro do atual cenário de transformação digital, eles são:

1. Melhor experiência do usuário

Você já tentou acessar um site pelo celular onde os botões são muito pequenos, ou em que você demora “milhares de anos” para acessar a página em que clicou? Ou ainda, onde as imagens do site ficam cortadas, de forma que você não consegue entender a informação que está sendo transmitida?

Pois bem, todas essas são características do site que não é responsivo. Temos, em média, 8 segundos para chamar a atenção do usuário dentro no nosso site, por esse motivo precisamos ser extremamente efetivos em cada detalhe.

A responsividade garante que o seu usuário entenda todas as informações que você se propõe a passar, “alterando” a forma de visualização do conteúdo a um formato que seja mais agradável, independentemente do dispositivo que ele estiver utilizando, gerando assim maior satisfação no acesso.

O site responsivo será desenvolvido levando em consideração desde os textos nele incluído até as imagens e infográficos que o usuário terá acesso.

2. O acesso via dispositivos móveis está cada vez maior

De acordo com um estudo feito pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, aproximadamente 71 milhões de brasileiros acessam a internet somente pelo celular, um número expressivo se levarmos em consideração a estimativa de 126,9 milhões de usuários de internet no Brasil, ou seja, 56% das pessoas que acessam a internet só o fazem via celular. Acho que esse já é um dado relevante para considerarmos analisar a experiência mobile do nosso site, certo?

A tendência é que esse número continue crescendo, apenas pelo fato que nos dias atuais é muito mais fácil as pessoas estarem com seus celulares ou tablets em mãos que o desktop ou notebook.

3. Compartilhamento via redes sociais

Não é nenhum segredo que o brasileiro passa a maior parte do seu tempo online, acessando as redes sociais. Em sua grande maioria, os acessos às redes sociais são feitos através do aparelho celular.

A partir destas redes, os usuários são “enviados” para diversas páginas diferentes, entre elas os sites das empresas. Logo, a maior parte dos acessos originados pelas redes sociais, por um link compartilhado, por exemplo, será feito a partir de um celular.

Tanto os acessos orgânicos quanto os pagos serão enviados para o site da empresa, se considerarmos o fato acima citado de que a maior parte dos acessos é feito via celular, se mostra de muita importância tomar esse cuidado.

4. Aumento da taxa de conversão de leads

Quando pensamos em leads, a facilidade na conversão sempre será um aliado às altas taxas de conversão. O desenvolvimento levando em consideração a responsividade deve prever as melhores técnicas para facilitar a conversão do usuário, desde formulários menores e mais dinâmicos, quanto o tamanho das fontes para garantir uma maior inteligibilidade dos campos. Esse cuidado garante o aumento nas taxas de conversão do site, fazendo com que o usuário não tenha problemas no momento do preenchimento dos formulários, por exemplo.

5. Indexação prioritária no Google

Quando pensamos em melhores colocações no ranking do Google, é importante verificarmos que o Google SEMPRE irá priorizar a melhor experiência para o usuário, garantindo que a busca por ele feita resulte na melhor informação existente na internet, analisando apenas dessa forma, já seria muito lógico pensarmos que o Google prioriza sites responsivos sempre que o usuário faz uma pesquisa utilizando um celular, certo? 

Pois bem, acontece que o Google anunciou em 2018 que iria priorizar a versão mobile no momento da indexação das páginas em seus resultados de busca, ou seja, sites responsivos já têm maior efetividade quando analisamos o mecanismo de buscas do Google. Isso se dá pelo motivo de que, atualmente, a maior quantidade de buscas feitas no Google já são por dispositivos móveis, logo, sites responsivos já possuem um melhor ranqueamento com relação aos não responsivos.

6. Melhor performance em conexões lentas

Ainda, no Brasil, a conexão mobile costuma ser mais lenta que conexões fixas de banda larga, realidade essa que pode mudar com o passar dos anos, mas que continuará assim por algum bom tempo ainda. Para garantir a melhor experiência do usuário, o desenvolvimento do website responsivo pode otimizar as imagens do site, reduzindo assim os seus tamanhos, já que a tela do celular é bem menor que a tela de um monitor de desktop, assim o site fica mais leve, abre com maior velocidade e devido ao tamanho reduzido da tela e continua com muita qualidade.

Como ter um site responsivo?

O ideal é que a responsividade já seja prevista no momento de concepção do site, desta forma, todo o desenvolvimento já estará preparado para essa opção.

Atualmente, o CMS mais utilizado no mundo é o WordPress, devida sua simplicidade e eficácia, tanto no desenvolvimento quanto na administração de conteúdo, sendo assim, praticamente todos os temas para esse sistema já contam com suas versões otimizadas para o acesso mobile.

No momento da contratação de um novo site, certifique-se que o responsável já prepare o seu site para essa realidade.

Como saber se meu site é responsivo?

O Google disponibiliza a ferramenta Google Mobile Friendly, onde é possível fazer o teste e identificar se o site em questão é responsivo ou não. Clique aqui para acessar a ferramenta e confira agora mesmo se o seu site é responsivo.

Conclusão

Estar a par das evoluções tecnológicas é obrigação de todas as empresas que pretendem um crescimento constante e sólido. O site é a peça mais importante dentro da estratégia de marketing digital (já falamos da importância do site na estratégia, clique aqui para saber mais ), pois ele é a porta de entrada para que seus clientes conheçam ou continuem se relacionando com a sua marca.

Diante da concorrência que já existe, garantir a melhor experiência possível para o seu usuário é garantir que você terá não apenas uma “página” qualquer na rede, mas uma excelente ferramenta de marketing e vendas.

A tendência é que o número de acessos por meio do aparelho celular continuem crescendo muito, sendo que hoje já representam 56% dos acessos no Brasil, por esse motivo é de extrema importância que o seu site seja desenvolvido para estar sempre na frente dos seus concorrentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *